the optimistic

         (living in a glasshouse)

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Narciso (?).



Excluí meu facebook. Não que isso seja algo trágico ou digno de alguma nota mais profunda. E, aliás, já faz muito tempo - muito para os padrões da velocidade do próprio facebook: uns três ou quatro meses.

Então, por que do comentário?

Ainda ontem estava a comentar sobre algo. Lembrava de uma entrevista da Fernanda Torres (cujo link desapareceu do YouTube) na qual, após a exibição de um trecho de entrevista de uns dez anos antes, o entrevistador perguntava se ela ainda pensava da mesma forma. Visivelmente constrangida, Fernanda respondeu algo como: "Cara, esquece que já falei isso!". E completava dizendo que quando somos jovens adoramos "cagar regra" (palavras dela) para a vida dos outros, para o mundo.

Quando deletei meu FB essa foi uma das razões centrais. Ficar "cagando regra" para a vida dos outros é muito bonitinho quando você tem 15, 16, vá lá, até uns 20 anos. Depois, é patético. E era precisamente isso que o FB estava se tornando para mim: um espaço para ou ver nego cagando regra indiscriminadamente - e vamos combinar que muitas regras desnecessárias e dignas de vergonha empática - ou para eu mesmo ficar cagando regra para os outros. Sempre fui fiel partidário da máxima de preferir aquiescer para não ter de entrar em discussão cujos resultados não resultassem em nenhum prejuízo objetivo para mim, mas nesse ímpeto ególatra, narcísico e que, lá no fundo, não deixa de ter um resquício de alguma mentalidade "meu pau intelectual é maior que o seu", me via entrando nas mais gigantescas discussões com Deus, os Santos e todos os Apóstolos. Resolvi me retirar. (As outras razões incluíam a perda de um enorme tempo produtivo online e exposição desnecessária de muitos aspectos de sua vida).

Daí que de uns tempos para cá algo vem me incomodando. Existe algo além de egolatria, narcisismo e confontração na exposição de ideias. Existe a organização de ideias. Olhando para trás, percebi que desde os 16 anos de alguma forma (na verdade, de várias formas) venho utilizando a escrita e a exposição como forma de entender melhor o que penso ou até mesmo de formular algum pensamento sobre determinado fato, obra ou sentimento. Foi então que percebi que não era exatamente narcisismo ou vontade de "cagar regra"que me movia, mas vontade de entender. De ME entender.

Marcadores: , , , ,

phillcss - 21:52:00


-:-:-

Eu.

Philipe

Campos - RJ

Ficção e não-ficção.


Leio:

Green Plastic
Omelete.
Cronicalidades.
Martini Seco.
Hel Looks.
Cafeína.
Cotidianidades.
Perto do Coração Selvagem.
Vida na Islândia.
Amor e Hemáceas.
Actions e Comics.

Recentemente:
|La Science des Rêves|
|Would?|
|O dia em que o Professor X morreu|
|Divulgado o IDEB das Escolas do Rio de Janeiro|
|Pequenos feitos incríveis sem testemunha.|
|Sobre mulheres e meias-calça.|
|O perigoso português.|
|the return (?).|
|Um floco de neve bonito e exclusivo.|
|Sobre se sentir meio arroz-com-feijão. (Ou meio pe...|

Passado:
|| Dezembro 2005 | Janeiro 2006 | Fevereiro 2006 | Março 2006 | Abril 2006 | Maio 2006 | Junho 2006 | Agosto 2006 | Setembro 2006 | Outubro 2006 | Novembro 2006 | Dezembro 2006 | Janeiro 2007 | Fevereiro 2007 | Março 2007 | Abril 2007 | Maio 2007 | Junho 2007 | Julho 2007 | Agosto 2007 | Setembro 2007 | Outubro 2007 | Novembro 2007 | Dezembro 2007 | Janeiro 2008 | Fevereiro 2008 | Março 2008 | Abril 2008 | Junho 2008 | Julho 2008 | Agosto 2008 | Dezembro 2008 | Janeiro 2009 | Março 2009 | Maio 2009 | Agosto 2009 | Setembro 2009 | Outubro 2009 | Julho 2010 | Agosto 2011 | Novembro 2011 | Janeiro 2013 | Fevereiro 2013 | Março 2013