the optimistic

         (living in a glasshouse)

sábado, 3 de julho de 2010

O perigoso português.

Há algumas experiências que somente passando por elas dá para entender o desespero de quem sofre.

Comprei o ingresso para assistir "Príncipe da Pérsia". Meia entrada, nada de pipocas (tira a atenção), expectativas pelos efeitos especiais, Jake Gyllenhaal (sem comentários, please) e por aí vai. Mas, quando sentei na cadeira, algo estranho aconteceu. Primeiro as legendas iniciais estavam em português. Não as legendas de fala ou narração, mas aquelas que contam a historinha prévia ao filme. Pensei: "não, não ta acontecendo isso". Dez segundos depois o famigerado "Há muito tempo atrás..." narrado em bom, alto português e, claro, voz de Sessão da Tarde. Claro que a vontade era levantar, sair correndo e pedir o dinheiro de volta. Já era tarde...

Nem nos meus sonhos mais orientais passou-me pela cabeça que o filme possivelmente seria dublado. Nem mesmo conferi isso na hora de comprar o ingresso. Todavia, está aí uma coisa que venho percebendo há tempos: a proliferação dos dublados. Na época de Alice a maior parte dos cinemas (que a mim estavam próximos) passavam o filme em versão dublada. (Tanto que na falta de tempo de me deslocar mais para longe e assistir em 3D, optei por baixar o filme e ele ainda me espera no HD. Pelo menos está legendado). Esses filmes mais estúpidos (tipo Esquadrão Classe A) já passam com o trailer dublado e, agora, "Príncipe da Pérsia" foi pelo mesmo caminho. O meu medo? Que daqui a alguns tempos viveremos uma realidade que já é comum em alguns países nos quais as raridades são os filmes legendados. Lembro de um amigo que, morando na Espanha, penou para encontrar um cinema que exibisse legendas. Detalhe: estava em Madrid e não em um pueblo no fim da Península Ibérica. Será o futuro do Brasil? Ou apenas o velho e conhecido efeito estupidificante Disney? Tenho medo da resposta.

Quanto ao filme? Bom, era um filme vindo de um video-game. O que vcs esperavam? Mas os efeitos são bacanas. Veria o dois. Dessa vez com olhos bem atentos ao ingresso.

Marcadores: ,

The Optimistic - 08:44:00


-:-:-

Eu.

Philipe

Campos - RJ

Ficção e não-ficção.


Leio:

Green Plastic
Omelete.
Cronicalidades.
Martini Seco.
Hel Looks.
Cafeína.
Cotidianidades.
Perto do Coração Selvagem.
Vida na Islândia.
Amor e Hemáceas.
Actions e Comics.

Recentemente:
|the return (?).|
|Um floco de neve bonito e exclusivo.|
|Sobre se sentir meio arroz-com-feijão. (Ou meio pe...|
|Tempo, espaço e espaço-tempo.|
|Daquelas coisas que a gente não entende|
|caio f.|
|we are accidents waitting to happen.|
|all we need is love (?).|
|Uma fome sem fim.|
|VDA - Viciados em Drama Anônimos (ou Fazendo a Amy...|

Passado:
|| Dezembro 2005 | Janeiro 2006 | Fevereiro 2006 | Março 2006 | Abril 2006 | Maio 2006 | Junho 2006 | Agosto 2006 | Setembro 2006 | Outubro 2006 | Novembro 2006 | Dezembro 2006 | Janeiro 2007 | Fevereiro 2007 | Março 2007 | Abril 2007 | Maio 2007 | Junho 2007 | Julho 2007 | Agosto 2007 | Setembro 2007 | Outubro 2007 | Novembro 2007 | Dezembro 2007 | Janeiro 2008 | Fevereiro 2008 | Março 2008 | Abril 2008 | Junho 2008 | Julho 2008 | Agosto 2008 | Dezembro 2008 | Janeiro 2009 | Março 2009 | Maio 2009 | Agosto 2009 | Setembro 2009 | Outubro 2009 | Julho 2010 | Agosto 2011 | Novembro 2011 | Janeiro 2013 | Fevereiro 2013 | Março 2013